Isto

Isto

Apenas isto

Nem para baixo nem para cima

Nem à esquerda nem à direita

Ao centro

Isto


Não vou deixar que isto seja mais que isto

Não vou perguntar o que isto é

Temos de começar a repudiar as perguntas

As perguntas desviam

As perguntas destroem

E tornam um muito claro e coerente isto

Em coisa alguma ou em tudo o que qualquer coisa pode ser


Devemos procurar o simples

A simplicidade de ser apenas uma coisa

E ser o que se é

Sem sequer se poder ser outra coisa

É isto e é isto e acabou

Acabou a conversa,

Porque o isto permanece isto

E é sem pestanejar


É o que é,

Não interessa o que seja

O interesse é vádio

E vádios nunca são ninguém


Isto

O inglório a poetas

Irrepreensível a críticos

O que não chega a metas

O que não parte de sítios


O isto é isto que vês

Se vires porque não disse se era visível

É um caos tremendo

Tal e qual o que é isto e aquilo

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Movimento da História

O movimento da História passa por mim Atinge-me com as suas preocupações e ações concretas Materiais, e deixa ideias esborratadas Arranca-me pensamentos e atos Ao longe, no seu vulto apressado Identif

Luís

Dizem que o amor não tem preço Eu digo que cada lembrança tua pesa-me no fôlego E custa-me ao respirar Dizem que é cego Bem, preferia que fosse Que antes nada visse a ver e não te ver Outros julgam-

Claro

Muito sinceramente Não sei o que me mantém vivo Porque bate o meu coração Que razão tem o meu organismo para funcionar Nada tenho a que me agarrar Com sinceridade o digo Sem pesos, sem levezas Sem uma

©2020 por Braqui. Orgulhosamente criado com Wix.com