Eco linguístico

Dor não é palavra suficiente para dor

Da mesma maneira que o verso que escrevi

Não descreve o que sinto


Palavras, que reflito por palavras

Palavras já inventadas, no passado que me antecede

Apenas as uso porque já alguém as usou

Alguém que não as usou da mesma forma que as uso


Usou-as de formas que as tornam suas

Suas, e não minhas

O que ouves não é o que digo

Mas o eco de quem o disse antes de mim

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Movimento da História

O movimento da História passa por mim Atinge-me com as suas preocupações e ações concretas Materiais, e deixa ideias esborratadas Arranca-me pensamentos e atos Ao longe, no seu vulto apressado Identif

Luís

Dizem que o amor não tem preço Eu digo que cada lembrança tua pesa-me no fôlego E custa-me ao respirar Dizem que é cego Bem, preferia que fosse Que antes nada visse a ver e não te ver Outros julgam-

Claro

Muito sinceramente Não sei o que me mantém vivo Porque bate o meu coração Que razão tem o meu organismo para funcionar Nada tenho a que me agarrar Com sinceridade o digo Sem pesos, sem levezas Sem uma

©2020 por Braqui. Orgulhosamente criado com Wix.com